Cursos & Eventos

De 25/09/2017 a 27/09/2017 - Realizado

Curso: Controle de Perdas (In Company) - turma 01/2017

 

Professor:

Prof. Airton Sampaio Gomes – Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – Campo Grande e Pós graduado em Perícia Ambiental (UFMS). Consultor para o Programa Interáguas – Secretaria de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades; Brasília, DF. Especialista em Consultoria em prevenção, redução e controle de perdas de água e eficiência energética em sistemas públicos de abastecimento de água.  Desenvolvedor de diversos aplicativos em planilha eletrônica, disponibilizados pelo Projeto Com+Água, como o software para modelagem de ganhos com redução de pressão em sistemas de abastecimento; calculadora simplificada de balanços hídricos e indicadores, modelagem de vazamentos e outros; Consultor especialista no Programa REAGUA da Secretaria de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo, contratado pelo Banco Mundial.

 

Ementa:

  • Perdas Reais. Perdas Aparentes. Componentes das perdas. Perdas de água nos sistemas brasileiros. Porque as perdas são tão altas? Modelos mentais, cultura operacional. Ciclo vicioso. Ciclo virtuoso. Significado de prevenção, redução e controle. Razões conhecidas para o fracasso dos programas. Mapa do caminho da redução de perdas pela IWA. Metodologias e ferramentas IWA. Significado das siglas. Ferramentas a serem utilizadas no curso.
  • Balanços Hídrico: princípios, objetivo, vantagens, como se calcula, dificuldades. Conceito de incerteza de medição no cálculo do balanço hídrico. Aplicando o limite de confiabilidade de 95% ao Balanço Hídrico. Conceito de Perdas Reais Anuais Inevitáveis. Parâmetros de nível de serviço: pressão média e tempo médio de abastecimento. Indicadores de perdas reais. Intermitências. Impacto das intermitências.  Indicadores de perdas aparentes.  O problema de se expressar perdas como % do volume de entrada.
  • Definindo submedição. Estimando e calculando submedição. Consumos não autorizados. Como estimar volumes de consumos não autorizados.
  • Modelando balanços hídricos de sistemas com o uso da ferramenta BH SAA. Exemplo de aplicação; interação individual com o software. Exercícios.
  • Exercícios com a ferramenta "Calculadora de Balanços Hídricos": simulando parâmetros, estabelecendo metas, avaliando resultados.
  • Relação entre vazamento e pressão. Metodologia N1. Favad. Setorização. DMC - Distrito de Medição e Controle: conceito, objetivos, importância; Componentes das perdas reais, análise; importância do controle de pressão. Método das vazões mínimas noturnas. Fator Noite-Dia; Monitoramento de vazões mínimas noturnas em DMC. Medidores recomentados para DMC; Controle Ativo de Vazamentos.
  • Utilizando o método das vazões mínimas noturnas. Levantando e estimando consumos noturnos. Uso de aplicativo. Traçando e analisando gráficos.
  • Exercícios com a ferramenta de cálculo de volumes diários de vazamentos.
  • Calibrando o balanço hídrico com o método das vazões mínimas noturnas. Questões sobre a estanqueidade em setores de abastecimento. Métodos de verificação. Debates, dúvidas, avaliações.

Vagas: 0

<< Voltar

  Alameda das Espatódeas, nº 479, sala 203,

  Caminho das Árvores, Salvador - BA - CEP 41820-460

  facebook.com/ABES.BA  /  abes-ba@abes-dn.org.br  /  (71) 3341-1380